Se você sempre tem espinha interna deve adotar 5 hábitos para nunca mais sofrer

Se você sempre tem espinha interna deve adotar 5 hábitos para nunca mais sofrer -

Quando acontece uma inflamação, como uma espinha interna, significa que de algum modo a passagem que elimina sua secreção sebácea foi obstruída. O sebo, então, fica retido na pele e acaba criando um encistamento. “Esta formação de um cisto é que dá origem à espinha interna”, explica o dermatologista Dr. Alberto Cordeiro.

Prevenir espinha interna: hábitos

Como a passagem fica obstruída e o sebo fica sem saída, acaba inflamando o orifício, quadro que pode provocar pus e dor. Por isso, algumas medidas podem ser interessantes para evitar o quadro mais grave de acne, quando é inflamatório e interno.

Se você sempre tem espinha interna deve adotar 5 hábitos para nunca mais sofrer -

1. Higiene frequente

Depois do exercício físico, quanto menor o tempo entre a prática esportiva e a ducha, melhor para sua pele. Mesmo que você não tenha a oportunidade de tomar banho imediatamente após, apenas trocar a roupa suada e molhada por peças secas e folgadas deve diminuir suas chances de ter espinhas.

2. Menos carboidratos

Sua dieta pode afetar todas as formas de acne. Você deve reconsiderar o consumo de carboidratos, como pão branco, biscoitos e batatas fritas, que têm alto índice glicêmico (e grande impacto do açúcar no sangue). Estudos relacionam dietas de baixo índice glicêmico com atividade sebácea e inflamações reduzidas, o que significa menos espinhas. Alimentos de baixo índice glicêmico incluem o feijão, a maioria das frutas, batata doce e os alimentos de trigo integral.

3. Esfoliações leves

Se você quiser preparar sua pele para uma boa limpeza, comece com uma esfoliação suave para ajudar a abrir os poros e remover a pele morta. Aposte em um tônico adstringente para limpar em seguida. A pele oleosa pode ser levemente esfoliada diariamente, mas se você tem pele sensível, faça esfoliação leve uma vez por semana.

4. Assepsia ideal

Limpe cuidadosamente a pele com sabonete antibactericida no banho ou lavando o rosto mais de um vez por dia. No chuveiro, se concentre nas costas e ombros, onde as espinhas tendem a ocorrer com mais frequência. De tempos em tempos, aposte em uma limpeza de pele feita em profissional especializado, que vai usar técnicas como a de vaporização para assepsia dos poros.

5. Acompanhamento dermatológico

Cada pessoa tem um tipo de pele e necessidade diferente, por isso, se as técnicas preventivas e tratamentos mais comuns não funcionam para você, pode ser a hora de buscar um especialista. Ele pode prescrever tratamentos medicamentosos ou até mesmo sugerir peelings químicos.

 

Fonte: Vix

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.