Lavar as mãos na hora + 8 dicas do que fazer quando você já espremeu a espinha

Lavar as mãos na hora + 8 dicas do que fazer quando você já espremeu a espinha -

Mulheres estressadas, principalmente quando estão tensas, muitas vezes, não conseguem conter o hábito de espremer espinhas. Porém, saiba que, mesmo em uma clínica especializada, quando os cravos e espinhas são espremidos manualmente, nunca a mão (muito menos as unhas!) entra em contato direto com a pele.

Espremer uma espinha pode fazer com que ela permaneça inflamada por mais tempo. Quando você aperta e tenta extrair uma espinha, pode estar empurrando ainda mais profundamente as bactérias para dentro da pele, causando inchaço e irritação e cicatrizes vermelhas ou marrons. Às vezes, essas marcas podem levar meses para desaparecer ou se tornam cicatrizes permanentes.

Lavar as mãos na hora + 8 dicas do que fazer quando você já espremeu a espinha -

O que fazer para minimizar a situação?

Se você não pode se conter e não resistiu ao impulso de dar aquela apertada na erupção inflamada, tente reduzir os danos ao máximo tomando alguns cuidados a seguir:

1. Agora que você já fez o desaconselhado, tente reduzir o estrago. Para começar não encoste em mais nada antes de lavar bem as mãos com sabão, ou a condição da espinha espremida pode piorar ainda mais.

2. Cheque se removeu toda a inflamação, caso contrário ela pode continuar abrigando as bactérias da espinha e acumulando mais impurezas na lesão, o que dificulta a cicatrização. Espalhar a infecção, inclusive, pode favorecer o surgimento de novas inflamações em outros locais do rosto.

3. Alivie imediatamente a inflamação, para reduzir as chances de cicatriz e lesão. Coloque um cubo de gelo por alguns minutos durante o dia e, à noite, use algum produto para o secamento das erupções. Pomadas naturais à base de própolis são ótimas alternativas aos medicamentos.

4. Só aplique pomadas antibióticas ou secativas em cima da ferida à noite, mas deixe a erupção “respirar” durante o dia, sem nada sobre ela. A pomada não deve ser aplicada o dia todo, porque o contato com o oxigênio é também importante para a cicatrização.

5. Se você é propensa a ter acne, se previna usando produtos de limpeza, toners, hidratantes e máscaras que contenham alguma substância ativa medicinalmente para o tratamento de suas erupções. Fale com o seu dermatologista para descobrir qual ingrediente ativo é melhor para o seu quadro.

6. Quando a acne está inflamada, o ideal é nem fazer limpeza de pele e tratar o problema com remédios via oral. Em alguns casos, até o uso de esfoliante é contra-indicado e só seu médico sabe certo qual o melhor jeito de tratar sua pele, consulte-o. O ideal é você aplicar um gel secativo sempre antes de dormir, após higienizar a pele.

7. Produtos cosméticos secativos costumam conter em suas fórmulas ácido salicílico e extrato de benzoíla, duas substâncias que ajudam a espinha secar mais rápido, reduzindo o risco de lesão na pele já que matam as bactérias e tratam de dentro pra fora.

8. Uma receita emergencial caseira é recorrer a uma pasta de ácido acetilsalicílico. Esmigalhe um comprimido pequeno de aspirina e misture com a quantidade de água suficiente para fazer uma papinha. Na pele limpa e seca, aplique a solução e deixe agir por 10 minutos sobre a espinha. Depois, lave com água morna e não passe nenhum outro produto por cima, pelo menos nas primeiras horas.

 

Fonte: Vix

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.