Antioxidante protege do sol e ainda recupera a pele dos danos: 3 jeitos de consumir

Antioxidante protege do sol e ainda recupera a pele dos danos: 3 jeitos de consumir

O verão começa e uma excelente medida que auxilia na proteção da pele durante essa temporada de maior exposição solar é o consumo de alimentos e uso de produtos à base de antioxidantes. Elas são moléculas capazes de inibir a oxidação de outras, o que produz radicais livres e dão início a reações em cadeia que, dentro das células do corpo, podem danificá-las ou causar a sua morte. Os antioxidantes seriam os únicos capazes de interromper estas reações em cadeia, eliminando os radicais livres, deixando a pele mais resistente aos danos do sol, e ajudando até a reverter os danos já causados pelo envelhecimento das células.

Como consumir antioxidantes?

Segundo a dermatologista Fabia Oppido Schalch, os antioxidantes podem ser consumidos, principalmente, através de três fontes: dieta, cosmética e suplementação alimentar. A seguir, conheça um pouco mais destas formas de combater os radicais livres e recuperar os danos da pele com ajuda dos antioxidantes.

Em suplementos alimentares

Cápsulas orais com ativos antioxidantes, por exemplo, vêm sendo utilizadas e oferecem benefícios para proteção contra os raios UV. Um ingrediente que age como protetor de dentro para fora, pode ser utilizado junto com outras vitaminas orais como extrato de romã, Vitamina C e E e selênio.

Nos produtos cosméticos

O mercado já dispõe de ingredientes seguros em cosméticos com eficácia comprovada, como a nicotinamida e a vitamina C em nanopartículas. Além deles, produtos com ácido ferúlico, resveratrol, licopeno, betacaroteno e coenzima Q10 são algumas das alternativas de fórmulas recheadas de antioxidantes.

Na ingestão de alimentos

Os alimentos ricos em betacaroteno, precursores da vitamina A, têm ação antioxidante e protegem o corpo dos raios ultravioleta, prevenindo o envelhecimento cutâneo. Manga, mamão, gojiberry, cenoura, abóbora, batata doce e nabo são alguns alimentos ricos em vitamina A.

O pimentão, além de ser fonte de vitamina A, contém alta concentração de vitamina C. As vitaminas do complexo C e E atuam como um complemento na ação antioxidante da vitamina A. Elas estão presentes também nos vegetais verdes escuros (couve, brócolis, agrião, espinafre), no azeite, goiaba, morango, tangerina e outros cítricos.

Existe em várias cores de pimentão, no entanto, o que mais contém vitamina C é o amarelo. Cem gramas apresentam mais de 200% da quantidade diária que o ser humano necessita para viver. Quando maduro e vermelho, além de conter vitamina A, o pimentão apresenta boas quantidades de licopeno, que está relacionado à prevenção do envelhecimento das células.

A melancia é um diurético natural que ajuda o organismo a minimizar a retenção de líquidos e além disso, a polpa vermelha é rica em substâncias como o licopeno e a glutationa, antioxidantes que a tornam rejuvenescedora, e atuam na prevenção ao envelhecimento da pele.

A presença de vitamina C e antioxidantes da melancia ajuda na prevenção do envelhecimento e várias questões relacionadas com a pele. A fruta também fornece proteção contra os radicais livres e, portanto, atua como um protetor solar que protege dos raios solares nocivos.

Fonte: Vix

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.