3 tipos de calçados e como evitar que eles detonam a saúde dos seus pés

3 tipos de calçados e como evitar que eles detonam a saúde dos seus pés

“Se um sapato é bonito, mas foi mal desenhado ou projetado, ele não serve para caminhar”, alerta Fernando Noriega, que dirige o Instituto Internacional de Cirurgia Ortopédica do Pé. De outro lado, Javier de Lara define o par perfeito: “Feito em couro natural, com saltos de cerca de quatro centímetros e um molde de acordo com a largura dos pés”. Seja qual for sua sorte, especialistas hão de concordar que alguns detalhes em certos modelos de calçados são verdadeiros vilões para sua saúde e conforto. Conheça nos tipos mais comuns:

3 tipos de calçados e como evitar que eles detonam a saúde dos seus pés

Sapatos para ficar longe
1. Entre as sandálias

Todos os especialistas concordam que os modelos “flip-flop”, ou de dedo, são os mais prejudiciais, porque eles podem causar assaduras e favorecer o dedo do pé em garra. Tanto as sandálias, como os chinelos que não são presos ao tornozelo, danificam o calcanhar.

2. Calçados de salto

É aconselhável esquecer aqueles que são altos, muito finos e de formato estreito ou bico fino. Além de joanetes e calos, seu uso excessivo pode causar problemas de circulação e nas costas.
Publicidade
3. Dos tênis

Melhor se eles forem leves, transpiráveis e deem estabilidade à pisada. Enquanto os tênis podem se tornar o calçado perfeito para o dia a dia, não se deve correr ou ir à academia com um modelo “street” ou casual.

 

Fonte: Vix

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.