Testes rápidos de COVID-19 serão vendidos em farmácia: o que você precisa saber

Testes rápidos de COVID-19 serão vendidos em farmácia: o que você precisa saber

Para complementar o trabalho de hospitais, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou que testes rápidos de COVID-19 sejam realizados também em farmácias. A medida foi aprovada nesta terça-feira (28) e tem caráter temporário e excepcional, não sendo obrigatória para todos os estabelecimentos.

Farmácias são autorizadas a aplicar testes rápidos de COVID-19

De acordo com a nota publicada no portal oficial da Anvisa, a proposta de se realizar testes rápidos de identificação do novo coronavírus em farmácias e drogarias foi aprovada de forma unânime pela Diretoria Colegiada (Dicol) do órgão, e os estabelecimentos que aderirem à testagem devem seguir algumas orientações.

coronavirus covid 19 0420 1400x800

Os testes rápidos, que são feitos com pequenas amostras de sangue onde se identifica a presença de anticorpos contra a doença, só podem ser realizados por farmacêuticos treinados, e as drogarias precisam garantir tanto o registro quanto a rastreabilidade dos resultados. Além disso, também será preciso delimitar uma área do estabelecimento apenas para isso.

O órgão ressalta, porém, que os resultados obtidos a partir de testes rápidos são apenas parte do processo de diagnóstico de COVID-19. “Esses resultados devem ser interpretados por um profissional de saúde, considerando informações clínicas, sinais e sintomas do paciente, além de outros exames. Somente com esse conjunto de dados é possível fazer a avaliação e o diagnóstico ou descarte da doença”, afirma a nota.

fila farmacia coronavirus 0320 1400x800

Isso porque, segundo a Anvisa, falsos negativos são esperados caso o teste seja realizado no estágio inicial da infecção (em razão da baixa quantidade de anticorpos no sangue), e o resultado positivo indica que a pessoa teve contato com o vírus e desenvolveu defesa contra ele, sem necessariamente identificar uma infecção ativa. Sendo assim, a realização de exames em farmácias serve apenas para complementar o trabalho dos hospitais.

Os resultados dos testes rápidos ficam prontos entre 10 e 30 minutos após a realização, e a Anvisa ainda não divulgou informações relacionadas à necessidade de pedido médico para fazê-los nas farmácias ou ao custo destes exames.

coronavirus covid 19 0420 1400x800

Fonte: VIX

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.