Exames de rotina femininos: veja quais as mulheres devem fazer em cada fase da vida

Exames de rotina femininos: veja quais as mulheres devem fazer em cada fase da vida

Você já ficou em dúvida sobre a função de cada exame de rotina? Cada um tem um objetivo específico necessário para detectar possíveis disfunções e prevenir problemas sérios de saúde. Por isso, procrastinar a ida ao médico é um erro! Prevenção é a melhor forma de manter a sua qualidade de vida.

E esses cuidados devem começar cedo. Na puberdade, a primeira visita ao ginecologista é muito importante para acompanhar o desenvolvimento, mudanças hormonais, físicas e buscar informações para preservar a saúde.

É importante destacar que mulheres de todas as idades devem estar atentas! Em relação ao câncer de mama, por exemplo, o autoexame não substitui a mamografia. E com diagnóstico precoce, as chances de cura são de 95%.

Entenda quais exames são importantes em cada fase da vida:

Antes dos 40

Autoexame das mamas: ajuda a detectar nódulos mamários e na prevenção do câncer de mama. Não substitui a mamografia!

Papanicolau e exame pélvico: importante para a prevenção do câncer do colo de útero.

Exames de sangue anuais:

Glicemia: mede os níveis de glicose no sangue e identifica possíveis casos de diabetes.

Colesterol: detecta os níveis de colesterol, taxas de triglicerídeos e ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares.

Função renal: analisa o funcionamento dos rins por meio da dosagem de creatinina e ureia no sangue.

Função hepática: verifica a quantidade da enzima gama GT no sangue e pode identificar problemas no fígado.

Insulina: importante para detectar a quantidade de insulina, diabetes e a resistência do organismo em relação ao hormônio.

Hormônios: produção de hormônios sexuais e da tireoide são importantes para acompanhar o metabolismo da mulher.

Vitamina D: é importante estar atenta aos níveis de vitamina D no organismo para evitar osteoporose no futuro. Ela é responsável por potencializar a absorção de cálcio pelo organismo.

Depois dos 40

Em qualquer fase da vida, é importante ir ao médico pelo menos uma vez ao ano para checar se está tudo certo.Segundo o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, aos 40 anos se realiza a primeira mamografia em casos em que não há histórico familiar.

O exame ajuda a detectar lesões na mama que podem indicar ou não a presença de tumores. A partir disso, é possível avaliar precocemente o melhor tratamento.

Tanto esse como outros exames podem ser solicitados mais cedo pelo médico. Cada caso é avaliado individualmente de acordo com as particularidades de cada paciente.

Os cuidados com a menopausa e prevenção da osteoporose também são iniciados com exames específicos.

Densitometria óssea: deve ser realizado anualmente se for identificada a perda de massa óssea ou a cada 2 anos em resultados normais.

Ecografia pélvica e transvaginal: avaliam os ovários e podem detectar a presença de miomas, cistos, endometriose e pólipos.

A partir dos 50 anos, a mamografia é considerada um preventivo de rotina e passa a ser feita anualmente. Alguns acompanhamentos também podem ser intensificados de acordo com avaliação médica. Nesses casos, a periodicidade pode ser reduzida para 6 meses.

Incontinência urinária: uma condição que pode surgir nessa fase é a incontinência urinária. É importante conversar com o médico para identificar as causas e os exercícios de fortalecimento do assoalho pélvico mais adequados.

Lembre-se: a prevenção é a melhor forma de cuidar da sua saúde! Não deixe que a rotina corrida prejudique a sua qualidade de vida.

Fonte: VIX

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.