Dermatite de fralda atinge 25% dos bebês: o que é e como tratar

Dermatite de fralda atinge 25% dos bebês: o que é e como tratar

A famosa assadura, conhecida pelos médicos como dermatite de fraldas, é o problema de pele mais frequente entre os bebês. De acordo com estudo da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), 25% das crianças sofrerão com isso durante os dois primeiros anos de vida.

A dermatite de fralda começa com aquela assadura leve, que só deixa a pele um pouco avermelhada. Depois, pode evoluir para erupções inflamatórias que deixam os pais preocupados e morrendo de dó quando o bebê chora ao ser trocado.

O que causa a dermatite de fralda?

Como postou a pediatra Kelly Marques Oliveira em seu perfil Pediatria Descomplicada, o aparecimento de assaduras no bumbum do bebê não significa que os pais não sabem cuidar bem do pequeno, pois o problema é bastante comum.

fralda assadura troca 0619 1400x800

A principal causa, segundo ela, é a constante umidade na região coberta pela fralda, deixando a pele mais vulnerável à ação de germes e facilitando a absorção de substâncias irritantes que deixam o bumbum vermelho, inflamado e com coceira.⠀

Existem ainda outros fatores que podem desencadear o quadro, como o aumento das evacuações e a frequência de trocas de fralda, além eventuais mudanças nos hábitos alimentares do bebê.

Como tratar assaduras?

A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda as seguintes medidas para prevenir e tratar este tipo de dermatite nos bebês:

  • Lavar as mãos antes e depois das trocas
  • Trocar a fralda o mais breve possível quando a
  • Criança urina ou evacua (em recém-nascidos, a cada duas horas)
  • Não esfregar a pele do bebê na troca de fraldas
  • Limpar o períneo da frente para trás
  • Deixar a região exposta ao ar por um tempo, para secar naturalmente
  • Aplicar uma camada de creme de barreira que cubra toda a região exposta

Fonte: VIX

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.