10 erros mais graves com crianças no verão: lista que você PRECISA evitar

10-erros-mais-graves-com-crianças-no-verão-list2a-que-você-PRECISA-evitar

No calor, uma série de cuidados a mais são necessários com os pequenos: o sol fica mais forte, o calor traz mais desidratação, a alimentação se torna mais perecível. Além disso, a rotina de praia e piscina pode requerer novas atitudes, mais atenção e observação para evitar maiores desequilíbrios.

Cuidados com crianças no verão

1. Fator de proteção solar
Esse é o risco número um e mais aterrorizador para qualquer mãe que leva criança à praia ou piscina: a falta de proteção solar adequada. Que se deve evitar o sol entre 10h e 16h, abusar da proteção solar (com FPS a partir de 30, preferencialmente) todo mundo já sabe. No entanto, não se deve passar protetor solar em bebês de até 6 meses de idade. Portanto, é preciso escolher períodos certos para ser expor ao sol, e reforçar a proteção através de roupas, chapéus e sombra.

10-erros-mais-graves-com-crianças-no-verão-list2a-que-você-PRECISA-evitar

2. Hidratação
Os especialistas dizem que quando a criança pede água, em geral, indica que algo não vai bem. Não espere que os pequeninos peçam por líquido, ofereça sempre sucos, chás, picolés e frutas, muitas frutas líquidas como melão e melancia. A diarréia é outro fator merecedor de atenção, porque pode desidratar rapidamente a criança: para evitá-la, lave as mãos depois de usar o banheiro e antes de preparar alimentos.

3. Insolação e câncer
A pele do bebê é muito sensível e pode queimar facilmente, causando queimaduras, insolações ou danos irreversíveis na pele, como fotoenvelhecimento e até câncer de pele. A incidência de câncer de pele aumenta ano a ano e a principal causa é a exposição ao sol já que o efeito da radiação é acumulativo.

4. Manchas de pele
Além do cuidado para uma cobertura uniforme do protetor solar, sem esquecer pescoço, orelhas e pés, é preciso atenção com outros líquidos que mancham. Sucos cítricos como o de limão e laranja, são alguns deles. Crianças também devem ficar longe de loções bronzeadoras com óleo e outros intensificadores de cor.

5. Picadas de insetos
Nessa época do ano, as fêmeas de mosquito estão a todo vapor à procura de sangue para sua prole. Além dos perigos de contrair dengue e chikungunya, crianças podem sofrer com alergia e sono intranquilo durante o verão. Recorra mais ao reforço de repelentes e cuidado com a fórmula muito química de muitos deles.

6. Roupa molhada
Assim como as mulheres, as meninas também podem sofrer a invasão de microorganismos oportunistas, como fungos e bactérias, que encontrem na vulva úmida um ambiente propício para se reproduzir. Meninos também correm o risco de ter micose na virilha, por exemplo. Mantenha o costume de trocar a roupa de banho molhada, assim que possível.

7. Vento direto e ar condicionado
O verão, muitas vezes, requer artifícios para aliviar o calor. Cuidado com vento diretamente encanado em crianças de colo, e também com a rotina de ar condicionado. O aparelho não pode ser instalado muito próximo ao berço, os filtros precisam ser limpos semanalmente e, para conforto dos bebês, a temperatura deve ficar em torno de 25ºC.

8. Ouvido encharcado
Os banhos de imersão mais constantes podem causar inflamações de ouvido. Se quiser tampar o ouvido do seu filho para não entrar água da piscina ou do mar, coloque um chumaço de algodão embebido em óleo (pode ser até o de cozinha mesmo) ou use tampões. Mas, caso a criança reclame de que tem água no ouvido, pingue de 2 a 3 gotas de álcool a 70% (o mesmo usado para limpar o umbigo do recém-nascido), que tem efeito secativo. Se reclamar de dor, é hora de ir ao médico.

9. Olhos irritados
A areia da praia, o sal do mar e o cloro da piscina podem irritar o olho da criança. Inchaço, vermelhidão e secreção sugerem uma conjuntivite, que mesmo não comum nesta época do ano, pode aparecer. O melhor é lavar os olhos com água fervida e fria e procurar um especialista.

10. Comida perecível
Com o calor, as comidas estragam rapidamente, por isso não compre alimentos prontos para o seu filho fora de casa ou na praia. Também tente evitar refeições muito pesadas, e gordurosas e priorize mais legumes, grelhados e frutas, em especial aquelas hidratantes.

 

Fonte: Vix

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.